top of page

Culatra, Comunidade Sustentável

logo

Informar, sensibilizar e capacitar a comunidade, suas entidades e visitantes para a sustentabilidade

As comunidades da Ilha da Culatra enfrentam atualmente um dos seus maiores desafios – a transição energética, a descarbonização da sua economia e a autonomia e sustentabilidade até 2030. Este desafio insere-se numa iniciativa mais ampla, a “Culatra 2030 – Comunidade Energética Sustentável”, através da qual a Ilha se integra agora, ao abrigo do Programa “Clean Energy for EU Islands” da Comissão Europeia, entre 6 ilhas-piloto europeias alvo da construção e implementação de uma Agenda de Transição Energética.

São objetivos do Projeto:

- Melhorar os níveis de sustentabilidade das atividades e eventos promovidos pelas coletividades locais, reduzindo a produção de resíduos, fomentando a economia circular e capacitando-as para atuarem como agentes disseminadores e multiplicadores de práticas mais responsáveis e sustentáveis;

- Contribuir para a consciencialização da comunidade jovem - bem como outros residentes e visitantes - sobre práticas de consumo responsável, de redução, reutilização e reciclagem, e aos conceitos de biodiversidade, recursos naturais e alterações climáticas, capacitando-os para se afirmarem enquanto agentes de mudança;

- Capacitar, informar e sensibilizar os agentes da economia do mar e agentes económicos locais (restauração, comércio, etc.) para a promoção de práticas de redução, reutilização e reciclagem dos resíduos produzidos, bem como sobre práticas de conservação e proteção dos recursos do mar e da ria, e para novas atividades económicas responsáveis e promotoras da economia circular.

Parceria

AMIC (promotora); SCIAENA

Muitas outras organizações públicas e privadas e representantes da sociedade civil, como sejam a Associação N. Sra. dos Navegantes e o Clube União Culatrense, são envolvidos numa parceria alargada

Página do Projeto

https://www.facebook.com/culatracomunidadesustentavel

Programa

Programa Cidadãos Ativ@s

(Fortalecer a cultura democrática e a consciência cívica)

A Fundação Calouste Gulbenkian, em consórcio com a Fundação Bissaya Barreto, é a entidade responsável por gerir em Portugal o Active Citizens Fund, componente dos EEA Grants especificamente destinada a apoiar as Organizações Não Governamentais (ONG). Programa financiado pela Islândia, Liechtenstein e Noruega.





https://gulbenkian.pt/cidadaos-ativos/

Galeria